Notícias

Jair Bolsonaro vai tomar posse com sistema de segurança inédito

110Visualiazação

Equipe de segurança faz ensaio para posse do presidente eleito Jair Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios

Jair Bolsonaro (PSL) assumirá a presidência da República na próxima terça-feira (1°) com um sistema de segurança inédito. A posse do presidente eleito, terá reforço de segurança no chão e no céu de Brasília. O esquema que está sendo preparado é um dos maiores da história do país: mais de vinte aeronaves da Força Aérea vão ficar de prontidão, entre elas, caças F-5, que ficarão responsáveis por fazer rondas.

O comandante das Operações Aéreas da Força Aérea Brasileira (FAB), major-brigadeiro Ricardo César Mangrich, explicou que o sistema vai ser parecido com o usado na Copa e nas Olimpíadas, mas desta vez concentrado em um único local: a Esplanada nos Ministérios.

A posse será feita em quatro etapas: vai começar a tarde com um culto ecumênico na Catedral de Brasília. De lá, Bolsonaro deve desfilar ao lado da futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em um veículo oficial que vai leva-lo ao Congresso Nacional, onde ele tomará posse como presidente.

Na sequência, Bolsonaro seguirá ao Palácio do Planalto, para receber a faixa do atual presidente da República, Michel Temer. À noite, o casal participará de um coquetel no Palácio do Itamaraty, o ministério das Relações Exteriores.

Doze chefes de Estado e de governo já confirmaram que virão à posse de Bolsonaro. Dentre eles, Marcelo Rebelo de Souza, presidente de Portugal, Sebastian Piñera, presidente do Chile, e Viktor Orbân, premiê da Hungria.

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) definiu regras de restrições de circulação na Esplanada no dia da posse. Não é permitido levar à Esplanada: animais, bebida alcoólica, guarda-chuva, bolsas e mochilas, carrinhos de bebes, mascaras, fogos de artificio, apontador laser, inflamáveis, drones, sprays, armas e matérias cortantes.

O GSI já realizou um ensaio da posse no último domingo e um novo teste é previsto para o próximo domingo, que deve contar com a participação de dublês de Bolsonaro e de sua mulher.

Ainda não há definição, por exemplo, se o presidente eleito desfilará em carro aberto ou fechado no dia da posse. De acordo com aliados, isso será decidido de última hora, com base em dados de segurança.

*Com informações do repórter Arthur Scotti