Notícias

Comércio projeta vendas do Dia das Mães semelhantes a antes da pandemia

130Visualiazação

Lojas de Bauru já têm adotado horário estendido, abrindo mais cedo ou fechando mais tarde, para atender a demanda

Após um início de ano difícil em razão dos fechamentos ao público, o comércio de Bauru projeta que as vendas do Dia das Mães, celebrado neste domingo (9), sejam semelhantes ao que era registrado antes da pandemia chegar ao Brasil. O clima de otimismo parte de movimentação maior de consumidores que já tem sido observada desde a última segunda-feira (3) em centros comerciais e shoppings da cidade.

Muitas lojas, inclusive, já começaram a abrir mais cedo para maior comodidade dos clientes, valendo-se de um decreto que permitiu a extensão dos horários. É o caso dos estabelecimentos situados no Bauru Shopping, que atendem o público a partir das 9h, não a partir das 10h, até este sábado (8). No Boulevard, o mesmo horário, das 9h às 20h, será praticado no sábado.

No Calçadão da Batista e adjacências, algumas lojas também estenderam o atendimento: ao invés de fecharem 18h, elas encerram o expediente às 20h, também até sábado. Este horário de funcionamento, contudo, fica a critério de cada comerciante, diz a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Bauru.

“Será a primeira data comemorativa do ano em que o comércio estará aberto para atendimento presencial. Mesmo que o presente seja mais barato, acreditamos que muita gente irá presentear”, avalia o consultor jurídico da CDL, Elion Pontechelle Junior. “Há expectativas de que as vendas sejam superiores ao mesmo período de 2020, e cheguem próximas, cerca de 80% a 85%, do que foi em 2019”, completa.

Avaliação semelhante é feita pelo gerente-geral do Bauru Shopping, Ivan Mouta. “Temos notado um bom fluxo desde a segunda-feira (3), o que mostra que muita gente tem se antecipado. Os lojistas estão otimistas com as vendas presenciais e acreditam que alcançaremos o patamar do Dia das Mães em 2019, antes da pandemia”, observa Mouta, explicando que as vendas online, por drive thru e retirada no balcão, por sua vez, também seguem no centro de compras.

“Ainda como forma de estimular as vendas na data, a cada R$ 100,00 em compras, o cliente ganha um número da sorte para participar do sorteio de um Nivus 0 quilômetro”, completa o gerente do Bauru Shopping.

Bruno Telles Amaral, superintendente do Boulevard Shopping, lembra que a extensão do horário é seguida com protocolos rígidos de saúde e segurança e que o centro de compras também segue com canais de compras online, delivery, drive thru e retirada na loja. “O Dia das Mães é uma das datas mais esperadas e movimentadas para o varejo. Para auxiliar nossos lojistas a impulsionarem suas vendas, também fizemos um trabalho de marketing nas nossas redes sociais focado em opções de presentes”, pontua.

VALOR MÉDIO

Considerada tradicionalmente a segunda melhor data em vendas, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães, contudo, poderá ser de presentes mais modestos neste ano, como adianta Elion Pontechelle Junior.

“Geralmente, os filhos se unem e compram um bom presente. E o valor médio gasto é em torno de R$ 300,00. Mas, pode ser que esse valor caia um pouco agora, indo para uns R$ 150,00”, reforça o consultor jurídico da CDL.

Já na avaliação de Ivan Mouta, o valor do chamado “ticket médio”, que no shopping é de R$ 200,00 a R$ 250,00 na data, não deve se alterar tanto. “Para as mães, os presentes são costumeiramente mais generosos”, opina.

Os setores que mais registram movimentação nesta época são os de vestuário, calçados, eletrônicos, maquiagens e até mesmo o de viagens.

77% pretendem presentear

Levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostrou que 77% dos consumidores no País pretendem ir às compras neste Dia das Mães, dado bem acima dos 68% observados no ano passado e próximo dos 78% registrados em 2019.

Por Marcele Tonelli
Fonte JCnet
Foto: Aceituno Jr.