Notícias

PM já recebe cadastro para ronda em residências de quem vai viajar

131Visualiazação

PM já recebe cadastro para ronda em residências de quem vai viajar

Gratuito, o serviço visa coibir furtos a casas, cujos moradores estarão fora da cidade; demanda pelo patrulhamento programado deve crescer neste ano

Muita gente já está se preparando para viajar nestas férias e, para que eles curtam com tranquilidade, a Polícia Militar (PM), em Bauru, abriu os cadastros para a Ronda Programada. Gratuito, o serviço visa coibir furtos a residências, cujos moradores ficam fora por certo tempo. A vigilância das casas cadastradas terá início no próximo dia 21 e só terminará em 20 de janeiro.

Comandante interino do 4.º Batalhão da Polícia Militar do Interior (4.º BPM-I), o major Fabiano Serpa explica que a quantidade de solicitações desse serviço é diretamente proporcional à situação econômica do País. “Com a economia melhor, o pessoal consegue viajar e, como deixa a casa sozinha, recorre à Ronda Programada”, justifica.

Ainda de acordo com o major Serpa, no ano anterior, houve aproximadamente 30 solicitações encaminhadas à polícia. Agora, o comandante interino do 4.º BPM-I espera um aumento de até 30% desta demanda.

A Ronda Programada funciona da seguinte maneira: a polícia insere o endereço do solicitante no seu itinerário de ronda diária. Cada região da cidade possui uma companhia para atendê-la. Logo, Serpa garante que este programa não atrapalha em nada a rotina da corporação.

O major orienta, também, que o requerente passe informações precisas à PM, através do e-mail [email protected] Ele reforça que a atividade não isenta o solicitante de adotar as providências necessárias, como manter a área externa iluminada e evitar que o interior de um dos cômodos possa ser visto da rua (veja quadro no final).

PERFIL

Segundo o comandante interino do 4.º BPM-I, as solicitações costumam partir de diferentes bairros do município, mas o perfil do requerente é, basicamente, o mesmo, ou seja, de pessoas pertencentes à classe média. “Quem é mais abastado vive em condomínios fechados, que já têm segurança particular e não precisam deste serviço”, observa.

Se a viatura suspeitar de que, no momento em que esteja próxima à residência, haja indícios de furto, conta com respaldo legal para intervir. “Só o fato de a polícia estar presente na rua já afugenta possíveis ladrões”, pontua.

Além disso, o major Serpa afirma que os vizinhos também podem ajudar, ao acionar a PM, por meio do 190, caso detectem alguma movimentação estranha.

SERVIÇO

Para participar da Ronda Programada, basta fazer as inscrições através do [email protected], antes ou durante o período de abrangência do programa, de 21 de dezembro deste ano a 20 de janeiro de 2019.