Notícias

Febre amarela: vacinação é intensificada

71Visualiazação
Ação, que começa hoje, é por conta do aumento do risco neste período de férias e viagens; quem vai ao Litoral Norte do Estado requer atenção especial

A Secretaria Municipal de Saúde realiza, a partir de hoje, a intensificação da vacinação contra a febre amarela em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS). De acordo com a assessoria de comunicação do município, a ação ocorrerá sempre de segunda a sexta, durante todo o horário de funcionamento das salas de vacinas, conforme horário estabelecido em cada unidade de saúde (o expediente pode ser consultado no sitewww.bauru.sp.gov.br).A intensificação ocorre porque este é o período de maior risco de transmissão da doença. Justamente por contadas férias, aumenta a circulação de pessoas não vacinadas para áreas com o vírus e para regiões endêmicas de ocorrência da febre amarela, seja dentro do Estado ou nos demais municípios do Brasil


PÚBLICO-ALVO 

PÚBLICO-ALVO É importante se imunizaras pessoas que irão viajar para qualquer área do Brasil,que nunca receberam a vacina e, principalmente, quem irá para região do Litoral Norte do Estado de São Paulo.Podem tomar a dose crianças a partir dos nove meses e adultos de até 59 anos. Pessoas acima de 60 anos deverão apresentar uma carta médica atestando que pode receber a vacina.As doses são contraindicadas para pessoas imunodeprimidas (portadores de câncer, pessoas que convivem com HIV/Aids, lúpus e outras doenças imunossupressoras), gestantes em qualquer trimestre e crianças menores de nove meses.Na área rural de Bauru,nos últimos dois anos, foram vacinadas 96% da população residente, em torno de 3.070 pessoas.

VOCÊ SABIA ?

Por muitos anos, a comunidade científica debateu a origem do vírus causador da febre amarela. Uma das conclusões mais recentes aponta que tudo começou na África. Já em relação ao primeiro relato de uma epidemia de doença semelhante à febre amarela consta em um manuscrito maia de 1648, em Yucatán, no México. Na Europa, em 1730, na Península Ibérica, ocorreu primeira epidemia,deixando 2,2 mil vítimas fatais. Nos séculos 18 e 19, os EUA também sofreram com grande epidemias, uma vez que o vírus era levada em navios das Índias Ocidentais e do Caribe. No Brasil, a literatura aponta que a febre amarela apareceu pela primeira vez em Pernambuco,em 1685, onde permaneceu durante 10 anos.A cidade de Salvador também foi atingida, com aproximadamente 900 mortes. A realização de grandes campanhas de prevenção e vacinação possibilitou o controle das epidemias, mantendo um silêncio da doença por cerca de 150 anos no País. Nos dois últimos anos, contudo, o Brasil,inclusive o Estado de São Paulo, tem enfrentado novamente o surto da febre amarela.