Notícias

Apresentar soluções é decisivo para efetivação de temporários

109Visualiazação

Bauru conta com cerca de 1 mil temporários no fim de ano; especialista dá dicas de como eles podem ‘agarrar’ a vaga

Cerca de 1 mil temporários já estão pelo comércio de Bauru neste final de ano. Para aqueles que buscam posicionar-se novamente no mundo do trabalho,esta é uma ótima oportunidade.Dependendo de como o funcionário se sai, as chances de ser efetivado aumentam bastante e, por isso, há algumas posturar para se destacar.Para Cláudia Soares da Silva Rocha, especialista na área de gestão e negócios do Senac Bauru, o primeiro passo é não se apegar ao que está registradona carteira e desempenhar mais do que sua função. “Essa atitude demonstrará o comprometimento  do funcionário com a empresa e expressará sua vontade em ficar”.A especialista explica ainda que um fator decisivo para a futura efetivação do trabalhador é a de, sempre que pertinente,apresentar soluções para problemas. Para ela, esse tipo de atitude é uma maneira  de mostrar os seus objetivo se desejos com a vaga. O efeito disso é como uma “marca positiva”, para que no futuro o temporário seja lembrado.“Mesmo que a pessoa não seja efetivada em um primeiro momento, demonstrar interesse em oportunidades futuras gera uma impressão positivado seu perfil profissional”,aconselha (confira quatro passos no quatro a Baixo ).


 PROATIVO E É exatamente esse perfil que o gerente Carlos Conrado busca. A loja de moda e confecções femininas na qual ele trabalha, no Bauru Shopping,contratou três funcionários temporários para o fim de ano.E as vagas que eles ocuparão podem se transformar em efetivas.“Mas tudo depende do empenho e dedicação da pessoa.Um funcionário tem que se mostrar disponível, deve ter proatividade, simpatia, senso de urgência, agilidade e ser organizado,sobretudo”, ensina.De acordo com levantamento feito pela Associação Brasileira do Trabalho Temporário(Asserttem) e Caixa Econômica Federal, a estimativa é de que 434.429 novos postos de trabalho temporários tenham sido ofertados neste fim de ano, ante 394.935 empregos originados no mesmo período de 2017, representando um crescimento de 10%.Em Bauru, conforme o JC noticiou, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) estima que foram 1 mil contratações de temporários em dezembro. 

QUALIDADE                                                                                                               Em muitas empresas, as tarefas dos temporários são as mesmas que as de um funcionário efetivado. Por isso, é preciso pensar e agir com o propósito de atender às necessidades da empresa. “E sempre com qualidade nos serviços realizados”,reforça Cláudia Rocha.Foi o que fez Leila Cristina Piazza, 29 anos, que começou como recepcionista temporária em uma loja de sapatos do Bauru Shopping e assumiu a sub-gerência do estabelecimento há quatros. “Eu demonstrava interesse e chegava a ficar além do meu horário para ajudar e aprender outras funções,como caixa e estoquista. Chegou a um ponto em que eu sabia de tudo e acabei contratada,é como se tivesse me tornado essencial ali”, conta.

‘ESTOU EMPENHADA’                                                                                               

Há três meses desempregada,Larissa Bonafé, de 22 anos,viu no emprego temporário de fim de ano que ela conseguiu em uma loja de confecções uma oportunidade de dar seguimento à sua vida profissional e obter estabilidade. “Em janeiro, eu pego meu diploma de Engenheira Química, mas é uma área difícil de conseguir emprego, ainda mais no início da carreira. Preciso de um trabalho estável e estou me empenhando para conseguir ser efetivada. Tento dar o meu melhor e fazer amizades ali”,finaliza a estoquista.